22
dez
10

Presenteie o mundo com o seu melhor!

Me perdoem as pessoas de outras crenças, mas a maioria dos brasileiros é de cristãos. Eu, apesar de ser católica originalmente, sou muito aberta a outras religiões. Enfim, minha intenção hoje é falar sobre o Natal: a data mais significativa do calendário cristão, época em que as lojas fazem a festa, se enchem de clientes. Tanta gente endividada que compra, compra e compra. O comércio se favorece dos bons sentimentos e generosidade aflorados nesse momento. Tem muita gente por aí que critica o natal, que diz que é uma festa comercial. Mas, eu discordo.

O natal é reconhecimento, é atenção e afeto. É nessa época do ano que as pessoas se lembram de fazer o que deveriam fazer o ano todo. O natal é como uma pausa, uma fuga, um grande encontro familiar, um momento de descontração dessa vida tão corrida, louca e agitada. Essa é a hora em que as pessoas conseguem se expressar, mostrar o que sentem.

O natal é o momento, os presentes um pretexto. E vocês podem se questionar, um pretexto pra que? É simples, um pretexto pra agradecer uma ajuda num momento difícil, para ser atencioso com as pessoas que são importantes, para perdoar, para escrever um cartão, para abraçar, pra dizer “eu te amo”, beijar e celebrar. Tá, alguns aproveitam pra bajular os chefes, sogros etc e tal, mas não é disso que eu to querendo falar.

To querendo falar das melhores coisas que nós podemos fazer, dos melhores sentimentos que podemos ter, que afloram no final do ano, quando começam os papais noéis de plástico nos sinais, os sinos a tocar, as lojas a encher e a Simone a cantarolar “então é natal…”

Um presente não é só um presente. Não se preocupem, não vou contar a história de São Nicolau. O que eu quero dizer é que quando você compra um presente de natal pra alguém, você mostra que essa pessoa é especial pra você. Que é uma pessoa importante na sua convivência. E eu não to falando do marido que compra uma BMW novinha pra esposa, pra esbanjar, pra mostrar pros vizinhos e amigos.

To falando de qualquer lembrança que você sabe que vai ter um valor real e sentimental pra quem receber. Um presente que reforce os laços já existentes. Pode ser uma coisa que você mesmo fez, ou qualquer bobagem. Por exemplo: uma coisa que alguma vez alguém te disse que gostava, e você gravou aquilo. Essa é a hora de mostrar a real importância dessa pessoa pra você.

Por exemplo: conheci uma menina dias atrás. Eu já tinha simpatizado com ela, mas quando eu realmente precisei de alguém, surpreendentemente foi ela quem me deu uma força enorme. Ela foi uma ótima surpresa pra mim e eu queria mostrar minha gratidão.

Ela tinha comentado comigo sobre um brinco que eu tinha que ela achava lindo e que não tinha conseguido encontrar em loja nenhuma. Eu também não achei o brinco, mas encontrei pra montar em uma lojinha de montagem de bijuterias, fui lá, comprei as pecinhas e montei. O valor monetário disso? Quase nada. O que importa? O gesto, a atitude, a lembrança. Tenho certeza que ela não vai esquecer do meu gesto, assim como eu não vou esquecer o que ela fez por mim.

Um gesto simples, nada caro e atencioso. Pra mim, esse é o sentido do natal: aproximar as pessoas, dar uma pausa na selva humana em que vivemos para que por um momento participemos de um pequeno paraíso na terra. Aproveito também para dizer que essa é a hora do perdão, solidariedade e afeto. Essa é a hora de acabar com a indiferença, passar por um mendigo na rua e olhar nos olhos, perceber que eles têm um rosto. Hora de separar o que já não usamos mais e que pode servir pra outras pessoas. Hora de surpreender quem se ama e de quem sabe, escrever tudo o que você guarda lá dentro do coração e muitas vezes não arruma tempo pra dizer.

Aproveite para correr e dar um abraço apertado nos seus pais e irmãos. Pra dar um beijo de surpresa em alguém que você ama. Pra surpreender um amigo com uma visita ou um cartão, muitas vezes até um email já consegue dar conta do recado. Mostre às pessoas que elas são importantes e que você pensa nelas.

Concordando com as propagandas apelativas, essa é mesmo a idéia do natal: aproximar. Não é apologia ao capitalismo, mas sim ao amor! É como dizia a propaganda da coca-cola de 2008: “presenteie o mundo com o seu melhor”. Feliz Natal a todos vocês e não esqueçam, o natal pode ser todo dia! Depende só de você começar a transformar a realidade ao seu redor.

“Já chegou o natal, espalhe essa magia pelo ar! Divida seu sorriso com alguém, convide pra sonhar…”

0 Responses to “Presenteie o mundo com o seu melhor!”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: