09
ago
10

Mulher é igual a Problema

mulher-proSimples assim: mulher = problema. Há quem diga que isso é só uma brincadeira machista (muito provavelmente é verdadeira origem dessa ‘teoria’), porém, eu gosto de pensar que ela foi baseada em alguns fatos bem reais.

De cabo à rabo, esse ser estranho chamado ‘mulher’ é problemático, sem tirar nem por uma vírgula de sua definição. Não que os homens sejam simples, é só que as mulheres necessitam de um estudo muito mais aprofundado, afinal, nem mesmo elas se entendem.

Quando estão solteiras, simplesmente, são incostantes, mostrando problemas que para a maioria das pessoas soa como ‘jogo da conquista’; quando estão comprometidas revelam problemas de personalidades, e mais, os problemas que vem em anexo na sua vida.

Ah rapaz, eu não lembro quantas vezes já disse para amigos meus, que estavam pensando em por um fim no relacionamento por um probleminha aqui e outro acolá, que bem, se a mulher X tem uma mãe chata e uma irmã ultra-egoísta e é muito libidinosa; a próxima que ele arranjar, a mulher Y, tem pai super-protetor, é ciumenta demais e recatada de um jeito que se torna chato… Ou seja, trocar seis por meia-dúzia não mudará as complicações de fato.

Antes que digam que estou me enrolando por aqui, sem explicar o real motivo de ‘mulher = problema’, tenho de explicar o porquê de apenas as mulheres estarem nessa equação. Bem, os homens tem todas essas ladainhas, porém, como eventualmente são os ativos num relacionamento, acabam resolvendo seus problemas por si só, enquanto a recíproca não é verdadeira. E sabem por quê os homens são os ativos? Simplesmente por vivermos numa sociedade machista. Os homens são machistas, de fato, porém, as mulheres são muito mais. Exemplo rápido e básico. Se uma mulher nota uma moça bebâda e sozinha, logo pensa ‘puta’; em contra-partida se um homem observa a mesma cena o que ele pensa? ‘Pego fácil’ (leia-se Oportunidade). Concluindo: as mulheres acabam por se auto-censurar, e mais, por se auto subjugar ao homem.

mulhr=proOk, sei que muitas já estão me apedrejando, então vou seguir para a parte mais interessante. Mulher nunca sabe o que quer, por isso é igual a problema. Se ele é carinhoso, é idiota demais; se é calado, é tímido demais; se tem ciúme, é grudento; se não tem, não gosta dela, e por aí vai.

Os príncipes encatados de outrora, hoje são estúpidos; os malandros sempre tão galantes, nunca prestaram para elas. E aí a grande pergunta. O que elas querem finalmente? É daí que acredito ter vindo essa teoria. Ainda não existe algo que elas realmente queiram, é uma icognita, de uma equação há muito descoberta, e desde sempre, não resolvida.

Claro que vai ter quem diga que existe o amor verdadeiro, e que existem casais que nos provam isso, porém, posso afirmar levianamente que durante todo o tempo que as mulheres, desses casais ‘felizes para sempre’, todo dia se questionavam se não podiam arrumar nada melhor, ou simplesmente eram comodista o bastante para se contentar com o que já haviam conseguido.

É aquele velho ditado ‘quem escolhe demais, acaba ficando sem nada’. Bem as ‘titias’ estão ai como prova disso.

Se mesmo assim, essa teoria ainda não lhe faz sentido, deixa eu explicar de uma forma divertida (e matematicamente). É só ‘ler’ a imagem à esquerda.

Sei que ainda vão existir quem discorde, mas para mim, é fato incontestável, mulher é um problema. E como nós homens, somos burros e acreditamos que podemos resolver esse problema nos metemos com este.

O mais interessante é, nenhum homem consegue viver sem problemas, e tenho dito.

P.S.: Se ela for libriana, ai é pior ainda, pois nunca vai se decidir.

P.S.2: Se for geminiana, consegue piorar ainda mais as coisas, pois, vai ficar falando e falando, até conseguir explicar (mais para si mesma) o por quê de tal indecisão.


4 Responses to “Mulher é igual a Problema”


  1. 9 de agosto de 2010 às 3:18 PM

    Não é ser feminista nem nada, é só direito a resposta:

    A minha questão já começa aqui: se somos um bicho tão complicado, não seriam vocês mais complicados aindas por gostarem de problema?

    Segundo ponto: “Não que os homens sejam simples, é só que as mulheres necessitam de um estudo muito mais aprofundado, afinal, nem mesmo elas se entendem.” – Você se entende? Por favor, se defina profundamente, me coloque todos os seus pontos de vista e opiniões sobre tudo. Difícil né? Esse é um problema de todos nós, seres humanos, indiferente do sexo.

    Terceiro ponto: “Quando estão solteiras, simplesmente, são incostantes, mostrando problemas que para a maioria das pessoas soa como ‘jogo da conquista’; quando estão comprometidas revelam problemas de personalidades, e mais, os problemas que vem em anexo na sua vida.” – Me diga um homem que seja constante enquanto está solteiro. Outra coisa, problemas todos nós temos a toda hora, e se a gente entra num relacionamento, se compromete com alguém o normal é que a gente exponha nossos problemas e que o outro faça parte da nossa vida.

    Quarto ponto: “Os homens são machistas, de fato, porém, as mulheres são muito mais. Exemplo rápido e básico. Se uma mulher nota uma moça bebâda e sozinha, logo pensa ‘puta’; em contra-partida se um homem observa a mesma cena o que ele pensa? ‘Pego fácil’ (leia-se Oportunidade). Concluindo: as mulheres acabam por se auto-censurar, e mais, por se auto subjugar ao homem.” – Sério que tu acha que é isso mesmo? Tá, eu concordo que existam muitas mulheres machistas, mas isso não é ser machista! É se dar o valor. Se eu vejo uma moça sozinha e bêbada, não penso “puta”, eu só olho e imagino o que será que aconteceu com ela pra ela ter acabado nesse estado. Mas, tu quer dizer que tu e 99,999% dos homens não pensam “puta”? Pensam sim, e por consequência vem o outro pensamento “oportunidade”. Tu pensar que nós, mulheres, pensamos isso é que é machista.

    Quinto ponto: “Bem, os homens tem todas essas ladainhas, porém, como eventualmente são os ativos num relacionamento, acabam resolvendo seus problemas por si só, enquanto a recíproca não é verdadeira.” – Acho que você não tem se relacionado muito por aí. Quero dizer, julgar todas as mulheres por uma ou duas, não dá né? A cada dia as mulheres são mais independentes, muitas sustentam suas famílias, e resolvem tudo por elas mesmas. E cabe também falar dos muitos homens que se dizem independentes e vivem com os pais, não botam um puto tostão dentro de casa, e até a gasolina o papai paga… qualquer probleminha, é chamar os pais para que eles resolvam. E falando de relacionamentos: conheço muitos caras submissos, conheço muitos relacionamentos onde quem resolve tudo é a mulher que se desdobra em mil pra atender as necessidades e caprichos do seu companheiro. E aliás, isso não é de hoje, quantas “amélias” não sustentaram um casamento, quantas delas não sustentaram os empregos dos seus maridos muitas vezes vivendo só de aparências? Dizer que tomar a atitude de chegar numa mulher é ser ativo num relacionamento é exigir demais da minha paciência. E, realmente vivemos numa sociedade machista, a maioria dos seus pontos nesse texto, provam isso. Sua visão superficial de várias questões mostram esse meu ponto.

    Sexto ponto: “Os príncipes encatados de outrora, hoje são estúpidos; os malandros sempre tão galantes, nunca prestaram para elas. E aí a grande pergunta. O que elas querem finalmente? É daí que acredito ter vindo essa teoria. Ainda não existe algo que elas realmente queiram, é uma icognita, de uma equação há muito descoberta, e desde sempre, não resolvida.” – Todos nós vivemos em busca de satisfação em diversas áreas. Somos eternos insatisfeitos, se nos dão a mão, queremos o pé! E se não é assim, somos acomodados. Vivemos em constante mudança (e que bom!), o que era bom hoje, amanhã já não é mais. Eu não sei o que eu quero finalmente, eu sei de várias coisas que eu quero e que eu não quero por AGORA. Você sabe o que você quer pra sempre? A questão é que mesmo que você não goste de “joguinhos” você tem que entrar no jogo, se não você ganha um “GAME OVER”. E é também como diz a música “sentimental” de Los Hermanos: “Se ela te fala assim, com tantos rodeios, é pra te seduzir e te ver buscando o sentido daquilo que você ouviria displicentemente. Se ela te fosse direta, você a rejeitaria”. – Me diga se isso é alguma mentira! Tudo que vem fácil demais, vai embora fácil demais também.

    Sétimo ponto: “Claro que vai ter quem diga que existe o amor verdadeiro, e que existem casais que nos provam isso, porém, posso afirmar levianamente que durante todo o tempo que as mulheres, desses casais ‘felizes para sempre’, todo dia se questionavam se não podiam arrumar nada melhor, ou simplesmente eram comodista o bastante para se contentar com o que já haviam conseguido.” – De fato, elas deviam pensar muitas vezes “será que não arrumo algo melhor?”, mas o que as fazia ficar? O amor! Não se pode generalizar, ok, algumas vezes era comodismo mas tantas outras era amor. Você sabe que fulano não é perfeito, mas ninguém é, e você ama ele mesmo assim! Dizem que a gente ama pelos defeitos, se ela suporta os defeitos dele (e vice-versa) então isso é amor. Entre se questionar e levar o questionamento à prática, existe um enorme delta “s”. Enquanto ela se questionava, ele testava pelas noites quantas mulheres seriam ou não melhores que a dele.

    Oitavo e último ponto: “É aquele velho ditado ‘quem escolhe demais, acaba ficando sem nada’. Bem as ‘titias’ estão ai como prova disso.” – Antes sozinha do que com alguém que não me serve. Acho que posso falar por experiência própria.

    Ótimo texto, me deu muito o que falar. Hahaha 🙂
    Beijoca.

  2. 9 de agosto de 2010 às 4:49 PM

    HISUHUSHUIHSUIHUISIHUSHISHHSu

    eu sabia que eu ia POLEMIZAR (essa palavra existe?) hmm

    hsuishiuhuishuishuuhisihiushishhsus

    respondendo só alguns dos pontos, de forma sutil (até porque a maioria deles não tem resposta, já que são perguntas retóricas)

    1. se generalizarmos as coisas, quem gosta de complicação, não é complicado, apenas tem um gosto duvidoso.

    2. definir é uma arte indefinida.

    3. homem é fácil de se ler, raro são aqueles que são imprevísiveis.

    4. acho que isso é machismo sim, assim como, os homens são machistas de pensar nelas como ‘putas’ e ‘oportunidade’ por consequência.

    5. quis falar sobre o ponto em que as mulheres esperam uma atitude dos homens, não que elas dependam dos homens, até porque, é como eu digo ‘relacionamento bom, é aquele me que a mulher manda’. (pode parecer contraditório, mas não é… hmm) Também quis me referir, que os homens tem de tomar a iniciativa, até porque é daí que vem o romantismo, estou certo? (e eu priorizo sempre o romantismo)

    6. Los Hermanos é imoral. Touchê

    7. de fato, eu estava generalizando 😀 HUSIHIUSHUISH

    8. mas poxa, não é melhor sempre ter alguma reserva garbosa, ao invés de ficar só? enrola ele ao máximo e coisa e tal, homem é tudo trouxa mesmo :B

    HUSIHSIHSIHUISHUIHSUIHUISHIUHSHHSHUIHSUI, eu disse que tu ‘não ia gostar’

    hehe, sempre é bom um pouco de polêmica 😀

    cheirogrande

  3. 3 Loli
    12 de agosto de 2010 às 1:49 AM

    homem é tudo idiota mesmo,

    é o único ponto que concordo do teu texto.
    oeioeioeioeioeieoieeiooieiieoieoioeioieioee


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: