10
fev
10

Não insista (insista).


Faça-me um favor, desista. Não insista. Não percebe? Eu já não te quero mais, abra os olhos e veja. Tudo aquilo ficou pra trás, bem pra trás e foi finalizado, bem finalizado com um ponto final. E todo o encanto foi quebrado, não temos mais nada a ver.

Não foi minha culpa, eu te disse, acabo magoando as pessoas. Também nem sei mesmo se errei, mas agora não teria nem pra quê se arrepender. E foi assim que aconteceu, quando te pedi pra ser só minha, você não quis. Lembra? Não tente mais me convencer, você deve saber que o erro foi nosso.

Faça-me um favor, desista. Não insista. Não percebe? Quero que você insista.


3 Responses to “Não insista (insista).”


  1. 10 de fevereiro de 2010 às 4:13 PM

    “Mas, tão certo quanto o erro de ser barco a motor e insistir em usar os remos (…)” (“Daniel na cova dos leões”, Renato Russo/Renato Rocha).

    Ótimo texto, como sempre.

    Beijo.

  2. 13 de fevereiro de 2010 às 11:49 PM

    Adorei!
    Não vou ficar elogiando os jogos de palavras e nem a sonoridade divertida de quando se lê o texto em voz alta porque eu corro o risco de falar alguma besteira. Mas que eu adoro quando insistem mesmo depois de que tudo tá acabado, isso não dá pra negar. E acho difícil que outras pessoas não gostem…

  3. 3 Loli
    17 de fevereiro de 2010 às 7:09 PM

    ‘mulher nao se pega, se conquista’
    essa é a frase pra esse texto!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: