19
nov
09

What a day! Razão vs. Coração.

That’s what you get when you let your heart win: um coração partido, uns quilos a mais e muitas lágrimas. Não, não se preocupe, eu não vim aqui hoje para falar que estou desiludida e que o amor é uma droga. Pelo contrário, o amor é mesmo lindo! Resolvi falar hoje sobre a eterna luta entre coração e razão.

Não podemos justificar tudo cientificamente, infelizmente (ou felizmente?). E aí, no meio do caminho fica o mágico, o sobrenatural, o que vai além da compreensão… Essas coisas a gente costuma justificar pelo coração, pelo sentimento…

Por exemplo, agora eu tenho uma bomba nas minhas mãos, prestes a explodir. Entre a razão e o coração. Dois caras, duas personalidades, e duas intenções. Um é um ex-namorado, no quesito sentimento e segurança, ele ganha. O outro um ex-ficante, no quesito aventuras e diversão, ele ganha. Enquanto a minha razão é bem franca e diz que eu devo escolher o ex-namorado, e ficar com a segurança, o meu coração a cada batida diz que eu deveria escolher a aventura, o novo, o inseguro.

Sou realmente inconstante. Talvez eu não deixe a minha inconstância imperar, mas eu mudo de idéia como quem muda de roupa, quando se trata dos meus relacionamentos. Uma hora quero um, outra hora quero outro, e por enquanto estou com o que chegou primeiro (o ex-namorado), com quem certamente seria muito mais fácil me relacionar, no sentido de ter alguém que goste de mim de verdade e tal. Mas o friozinho na barriga vem com o ex-ficante, com quem eu sei que um relacionamento real e com sentimentos reais está beeem distante… E nisso a luta segue, Razão versus Coração. E quando eu penso que um vai ganhar, aí é que eu me engano e volto para a estaca zero.

Às vezes o meu coração me impulsiona a fazer coisas, a ir atrás da aventura que tanto faz parte de mim. E eu simplesmente faço, até a razão tomar as rédeas e dizer que não é bem por aí que a banda toca. A razão guarda a experiência, tem a memória de quem já sofreu. Já o coração pouco se importa, quer saber mais de viver e sentir. O coração me remete à liberdade. Talvez eu goste mais da idéia do coração, nesse caso, porque é o que eu não deveria fazer… Porque é o que a razão diz pra não fazer, e eu tenho mania de ir atrás do que não devo.

Assim meio que como menina pequena, me avisam o que não devo fazer, e eu só por curiosidade, vou lá e faço. Foi assim quando quebrei o braço, quando levei vários pontos na cabeça, quando quebrei a TV, quando quebrei o pé da minha prima… Enfim… A gente DEVERIA seguir os mais velhos, quem tem mais experiência. Isso mesmo, quem já viveu mais, desobedeceu e percebeu que não era bom. A gente também deveria seguir a razão, quando ela nos aconselha lembrando dos nossos erros antigos. Mas, às vezes, a gente teima em desobedecer. É como dizem, se conselho fosse bom não era de graça.

As coisas do coração não são comprovadas cientificamente, mas podemos conferir na vida, todos os dias. Testando e errando. Errando e aprendendo. Errando e esquecendo. Errando e errando de novo. Viver como manda o coração vai além. E está estampado numa atitude, na maneira de ser e sentir. Pra mim o que é bom mesmo é o que está muito além da compreensão intelectual.

Mas, voltando à minha decisão. Minha razão elaborou umas questões para ver se me decidia. Ela é cruel sempre tão analítica e racional… O que eu quero pra mim? Em que situação me encontro? Segurança ou diversão? Amor ou aproveitar o momento? Compromisso ou liberdade? Se eu pudesse, eu me aventurava. Diversão. Amor. Liberdade. Responder à estas perguntas pode ser fácil, mas decidir entre eles, é bem difícil.

Talvez você esteja pensando, por que que ela ainda não seguiu o coração? Além de tudo, muitos outros fatores contam. Minha família é aliada da minha razão, quer meu ex-namorado. E o meu ex-ficante, digamos que não me faz vislumbrar nada mais sério nem num futuro distante. É, eu não consegui me decidir entre eles ainda. O fato é que gosto também de estar com meu ex-namorado, o difícil é sabe em qual lado eu estaria mais feliz. Talvez essa decisão demore, então fica pra outro texto, prometo que coloco uma continuação depois.

Como quem sofre as desilusões é o próprio coração, a razão tem que saber seu lugar e ficar de fora disso. No meu caso, a razão avisou, avisou e avisou ao coração. Mas ele é teimoso, gosta de botar o dedinho na tomada, o que eu posso fazer? Apesar dos pesares, meu coração sempre vence. Talvez eu não tenha aprendido a lição, mas gosto que seja assim. Quando a gente pensa muito, corre o risco de não ser verdadeiro… De se deixar levar. Então, faço bem em tirá-los da rivalidade e fazer com que se aliem. Cada um tem sua razão mas, para todos os casos a minha razão me diz para agir com o coração. Sabe do quê? Eu quero mais é viver! Deixa ser como será…


12 Responses to “What a day! Razão vs. Coração.”


  1. 1 Nataly
    20 de novembro de 2009 às 11:51 PM

    Só por você ter dito: “Mas o friozinho na barriga vem com o ex-ficante” já quis dizer tudo…
    Sabe, sou péssima com esses lances de amor, mas o legal de ir em frente num relacionamento, é poder sentir o tal friozinho, não uma vez, mas vááárias vezes ao dia!!!!
    É isso que impulsiona uma paixão…
    Resumindo, se fosse eu, jogava a segurança pela janela, e ia correndo atrás das aventuras!!!

    http://natalyfala.wordpress.com/

  2. 21 de novembro de 2009 às 3:29 PM

    Eu sou toda coração!! Existe uma coisinha chamada intuição, ela geralmente não se engana. Tente percebê-la 😉
    beijos

  3. 3 Bia
    22 de novembro de 2009 às 9:10 PM

    Olá! Encontrei o blog de vcs pelo da Nataly!
    Muito bom os textos! Super bem escritos e com assuntos que me interessante! 🙂

    bjs

  4. 4 Kélcia
    22 de novembro de 2009 às 9:44 PM

    Eu estava numa situação parecida… tem um cara que trabalha comigo, estuda (faz um curso História), tem a minha idade (24 anos), que me oferecia “segurança” e tal, sabia que um namoro com ele seria uma relação com futuro. Mas ao mesmo tempo, estava ficando com um garoto (garoto mesmo, 17 anos, hoje com 18), que não trabalha, finge que estuda, pois ainda está no 9º ano, já repetiu de ano várias vezes. Mas é por esse garoto que meu coração acelera!!!! Toda vez q o vejo, meu coração parece q vai saltar da boca pra fora, minhas mãos ficam geladas, e o beijo dele me deixa totalmente de pernas bambas, sem exagero nenhum!!! Eu sei q é uma relação sem futuro nenhum, a própria mãe dele disse algo parecido, perguntando o q eu tinha visto nele, pq ele não tinha futuro nenhum, não levava nada a sério!!! Continuo ficando com ele… cada vez que fico com ele, volto pra casa com o coração na mão, pq nunca sei o q vai acontecer… se vamos ficar de novo, quando vou vê-lo… mas vou levando assim. Prefiro assim, do que namorar ou ficar com alguém que eu não consigo sentir nada além de amizade, nunca me faz rir, não faz meu coração acelerar e nem deixa minhas pernas bambas… sou totalmente coração!!!!

  5. 23 de novembro de 2009 às 11:08 AM

    Alice, seu texto (perfeito aliás), me lembrou o livro Razão e Sentimento (ou Razão e Sensibilidade), da escritora inglesa Jane Austen. Conta bem essa história sobre estar dividida entre a razão e o coração.
    Eu, no meu caso, costumo ser racional demais.

  6. 6 Leonardo
    24 de novembro de 2009 às 3:46 PM

    “Fazer com que se aliem”
    Já viu aquela série de TV de uma guria com o nome quase igual ao seu que fez a razão e o coração se aliarem? Essa possibilidade não é viável?

  7. 8 @gugadomingos
    24 de novembro de 2009 às 8:14 PM

    Chego a conclusão mais uma vez que as mulheres só gostam de cafajestes..vai entender….quem quer dar segurança e um namoro sério, romantismo, amor pra elas, elas fogem…homem que caga e anda e só querem curtição, e nem ligam pra elas, elas correm atras…acho que eu nasci em epoca errada, pq sou romântico a moda antiga mesmo…mais as mulheres atualmente são uma decepção total…a maioria, não todas…só querem zoar e curtir…fazer o que…=/

  8. 24 de novembro de 2009 às 10:28 PM

    O eterno dilema – e busca do equilíbrio: bom/mau, preto/branco, yin/yang etc.

    Ah, sim! Razão/Coração.

    Acho que tudo isso tem que andar de mãos dadas. Excluir um ou outro leva ao deserto.

    Beijo.

  9. 10 Leonardo
    25 de novembro de 2009 às 2:31 AM

    “Aline”
    Passava na Globo até duas semanas atrás.
    Só acho que em um país machista como o nosso seria meio complicado os teus dois guris aceitarem te dividir. Em todo caso, é uma alternativa a se pensar… ^^

    • 25 de novembro de 2009 às 2:38 AM

      Leonardo,infelizmente não sou Aline, e tens razão. Talvez o ex-ficante aceitasse a situação, mas o ex-namorado nunca! Então, eu vou ficando só com um mesmo… Como já disse antes, esse texto vai ter uma continuação 😀

  10. 12 Rogerio
    11 de janeiro de 2012 às 9:43 PM

    ola Alice vim para no seu blog por causa dessa foto^^ e acabei lendo seu post que já se faz tempo e espero que você tenha se resolvido entre razão e o coração.
    Todos tem o direito de pensar e agir da maneira que bem entendem do seu conhecimento e de sua vida como a tem vivido, mas eu aprendi uma coisa na minha vida, toda a vez que agente escuta a voz do coração agente cedo ou tarde quebra a cara, porque agente não pensa no que pode acontecer, porque tudo é empolgação e alegria de momentos se fosse tão bom seguir a voz do coração ninguém iria viver entre dois pensamentos “SERÁ?” “TALVEZ?”.
    Mas quando você começa a agir pelo RAZÃO você começa a usar sua cabeça, pensar, raciocinar, e entender a situação e nisso não tem nada de sentimentos, pois o coração não foi feito para tomar decisões!
    Se eu tivesse até hoje tomando decisões com parceria do meu coração ou aliado, eu estaria até hoje enraizado no mesmo lugar vivendo uma vidinha mesquinha e passando de mão em mão!

    Namorar é conhecer alguém não o intimo( os finalmente ) como muitos fazem, mas conhecer seus gostos e saber se ele vai estar do seu lado, pois quem ouve a razão sabe muitoooooo bem que se eu estou ao lado de alguém a conhecer é porque eu quero que esse alguém seja algo na minha vida.

    Por tanto espero que você já esteja bem^^ e que tenha entendido nesse seu tempo o que é razão (certeza) e coração (duvida) e que hoje já saiba colocar cada um no seu lugar

    Fique com DEUS


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: