23
set
09

Como perder um cara

 htlaguy

 Passeando pela internet, encontrei muitos textos de “como fazer um cara se apaixonar por você” ou “como conquistar um homem”. Existem bilhões desse tipo, cheios de dicas que tentam nos mostrar como nos portar, o que dizer, como nos vestir, para que o tal cara fique “gamadão”, por sinal dicas que nem sempre funcionam. Não achei nada que mostrasse “como fazer um cara desapaixonar” ou “como perder um homem”, o que seria muito útil em alguns momentos. Teoricamente seria apenas nos portar o contrário de todos esses manuais de “como fazer alguém se apaixonar por você”, simples né? Não é não, e a gente nunca para pra pensar nisso quando a situação tá difícil e precisamos urgentemente nos livrar de um cara. Por já ter passado algumas vezes por isso, resolvi dar uma mãozinha!

  Parece fácil fazer um manual às avessas, mas não é. Ser chata, insuportável e em alguns momentos patética, é uma arte (para poucas, ou nem tão poucas assim…)! Vamos lá… Se você já tem um relacionamento de algum tempo com o cara, fica ainda mais fácil, já é meio caminho andado. Afinal, já conhece as coisas que ele gosta (para não fazer) e as que não gosta (para fazer sempre). Se não, vou montar a básica e conhecida regrinha geral que acredito que vá servir para a maioria dos casos.

  Grude nele, esteja presente em sua mente 24 horas por dia. Isso serviria pra não esquecer? Depende da maneira que você vai parar na mente dele! Ligue, mande mensagens, diga que está com saudades de ouvir a voz dele (apesar de ter ligado 10 minutos atrás). Apareça durante a semana várias vezes de surpresa, na hora do almoço, no futebol do domingo, de manhã cedo, seja inconveniente mesmo. Se ele for do tipo “discreto”, mande entregar flores, ursinhos e cartões enormes e bem enfeitados no trabalho, ou no futebol com os amigos. Qualquer tipo de demonstração de afeto em público vale, e quanto mais escandalosa melhor.

  Seja volúvel, insegura, ciumenta e possessiva. Quando ele estiver com os amigos, ligue para peguntar com quem está, quando volta pra casa, se vai sair mais tarde (mesmo que ele já tenha dito várias vezes)… Uma hora você quer casar e ter cinco filhos lindos, na outra está abusada, enjoada e detesta crianças. Ligue no meio da madruga dizendo que teve um sonho ruim, insista para que ele vá na sua casa, se ele não for de jeito nenhum, finja uma crise existencial.

  Esteja um dia esperando na casa dele com uma lingerie nova e linda. Logo, chame ele pra sentar ao seu lado na cama e comece a chorar, sem nenhuma explicação e descontroladamente. Reclame de tudo, do horário que ele chega em casa, do modo dele se vestir, dos amigos dele, da mãe, do cachorro… Se faça de vítima. Chegue um dia com uma papelada imensa na mão, com opções de lugares para vocês viverem e criarem seus filhos. No meio dos papéis, opções de nomes e escolas para os filhos. E umas fotos de casas de praia e campo, para vocês irem aos finais de semana e feriados.

  Pergunte sempre como era o relacionamento dele com a ex, e sempre (sempre mesmo) se compare com ela, dizendo que você é melhor nisso e naquilo, mas em tal coisa a ex te supera. Fique amiga da mãe e das tias chatas, marque alguns chás para fofocarem juntas. Force amizade com os amigos. Sempre que ele disser que vai sair com os amigos, faça algum amigo te chamar, se não conseguir, ligue e insista para ir junto dizendo que já sabe porque não quer que você vá, é porque “a outra” vai (chore bastante, finja soluços).

  Comece a se vestir de maneira estranha, a se portar de maneira estranha. Seja infantil, fale coisas melosas o tempo todo. Quando saírem para um restaurante, por exemplo, não tenha classe. Tenha um surto feminista, diga que os homens não servem pra nada, que são uns safados inúteis… Logo depois, pare, olhe para ele e diga o quanto o ama, que ele é o homem da sua vida. Se faça de metódica, organize o horário da semana, os dias que provavelmente vão se ver, o que vão fazer e quanto tempo vão ter juntos. Se tudo isso não servir, desista e case.

  Pessoas, lógico que isso não passa de uma brincadeira, não aconselho ninguém a fazer isso. Se você não quer mais se relacionar com alguém, é bem simples, nada melhor que uma conversa transparente e direta. Afinal, o cara não tem culpa de gostar de você… E, se é o caso de você não querer perder um homem, aí é só dar uma olhadinha nisso tudo e não fazer! Só mais uma coisinha, também não aconselho os textos do tipo “como conquistar um cara”. Não adianta você se portar, se vestir, andar, agir como aconselham, porque isso nunca dá certo e no fim das contas, acaba sendo só uma maquiagem que quando vai saindo, o relacionamento acaba ficando sem sentido, já que o cara se apaixonou pelo seu “eu maquiado”, que não existe e não por você. Seja você com todos os defeitos e qualidades, e alguém vai aparecer e te aceitar desse jeitinho.

Para continuar no clima bizarro de mulher louca e rir muito, o filme “Como perder um homem em 10 dias” é uma boa pedida:


6 Responses to “Como perder um cara”


  1. 23 de setembro de 2009 às 9:46 PM

    Alice de Deus!

    Quando vi a imagem do post (filme realmente ótimo – o que ela faz com o moço…) e comecei a lê-lo gelei – além de ter pensado: “Não, ela não pode estar na defesa disso!”. Ainda bem que o final esclarece.

    Com as escusas da rima pobre, a receita é perfeita…

    Coitados de nós…

  2. 24 de setembro de 2009 às 3:42 PM

    Alice… eu tive dor de cabeça só de ler, se vivesse uma situação dessa… sei não!

    O problema é que você pode não só perder o homem, mas ganhar – Um tiro! Já to nervoso aqui de tão insuportável que foi imaginar. auehauehuaheaheuha

    Ficou ótimo o texto, beijos! :***

  3. 25 de setembro de 2009 às 4:22 AM

    Que maldade isso. Sorte que é explicado no final do texto, porém, me trouxe lembranças.
    Será que algumas mulheres fazem essas coisas por pura diversão mesmo?
    Espero que não, pois prefiro continuar com meu pensamento de homem de que a mulher é a imagem da perfeição. Acho que sou tão apaixonado pelas mulheres que dependendo da situação, eu não cederia nem se fosse feito tudo o que foi citado no texto hehehe.

    Texto ótimo, parabéns.
    Blog ótimo

  4. 25 de setembro de 2009 às 6:08 PM

    Pois é, Tucatucz, com relação a este post, as moças que habitualmente comentam neste blog estão em silêncio. Um silêncio ensurdecedor…

  5. 25 de setembro de 2009 às 6:42 PM

    Amei aqui! Adoro esse filme. Bjuuuuuuu

  6. 6 A tia mais linda
    26 de setembro de 2009 às 2:12 AM

    A irônia é que por mais que você tente repudiar alguém… quem merece sempre acaba vendo além das aparências e com sorte, vendo beleza rara. ^.~,


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: