25
ago
09

Sexo, Amor e Traição

Olla, uma apresentação rápida: eu sou Bruno Tôp, e a partir de hoje vou estar dividindo o ‘muitomelhorqueatuaex’ com Alice. =D

amor&trai

E aí, vamos ao que interessa… Sexo, Amor e Traição… Essa é uma questão um tanto quanto… Delicada.

Sim, delicada, é a melhor palavra pra descrever a situação. Por mais que o brasileiro seja ‘safado’ etc e tal, ele ainda é meio acanhado quando o assunto é o Sexo (por isso programas que falam abertamente sobre o assunto fazem tanto sucesso).

O problema maior, ao meu ver, é que existe um conflito entre o pensamento do cromossomo Y e do segundo cromossomo X. Os homens acham o sexo algo natural, essencial e prazeroso (desde a primeira vez); As mulheres acham algo vergonhoso, sem necessidade e doloroso (nas primeiras vezes). E aí que está o conflito.

Por exemplo, o amor da certo sem sexo? Não.

Simplesmente não tem como, mas cedo ou mais tarde o sexo tem que entrar no meio, pra ajudar ou estragar tudo.

Conheço uma história que exemplifica muito bem isso. Na verdade ela corresponde muito bem ao título do post “Sexo, Amor e Traição”.

Um amigo meu (vou chamá-lo de J.), namorava uma garota mais nova (a quem vou me referir por L.), e realmente gostava dela. Não vou dizer que era amor, porque pra mim amor é algo eterno, mas digamos que era um embrião de amor.

Antes de conhecê-la, ele era daqueles cachorros safados, que pintavam e bordavam (e se que é possível ainda iam lá e rasgavam). Não tinha escrúpulos nem sentimento por nenhuma mulher, até conhecer a doce L. Ela tinha seus 15 aninhos, tão doce, ingênua e bem bonitinha, ele estava no auge dos seus 20, e não teria olhado duas vezes praquela ‘pirralha’ se não fosse o carnaval. Ironicamente J. ficou com a irmã de L. no carnaval, e L. com um amigo dele, mas após o carnaval eles passaram a conversar, e ele, sem perceber, a se interessar demais.

Meses de conversa, até que ele (que não morava na mesma cidade que ela), decidiu vir vê-la, fiacre. Tudo certo né? Não. Ele se apaixonou, e ela também. E aí ele começou a vir com mais frequência para encontrá-la, etc e tals. Após um mês e pouco eis que começa o namoro.

Ele ‘deixou’ de ser cachorro, mas quem disse que parava de aparecer ‘colo’ pra ele? E até então ele resistia o máximo que podia, jurando pra si mesmo e para Deus, que não precisava daquilo, que tudo que necessitava estava com L. Mas aí veio a crise… Ele precisava do tal do sexo, ela não podia suprir suas necessidades… Vocês sabem como isso terminou. Um par de chifres bem bonitinho, um arrependimento horrível, L. quase fraquejando em dar à ele uma segunda chance…

O importante é… Que após uns dois meses eu me encontrei com umas amigas de L. (no carnaval, por acaso), e estavámos conversando sobre o assunto, todas elas xingando o coitado do J., e eu calado, na minha, daí uma das garotas por quem eu até estava interessado me pergunta:

-E tu, Tôp, tu acha que J. fez ta certo?
-Não. – eu pensei calmamente em como responder – Traição nunca está certo, porém, ele tem uma desculpa…
-Homem é tudo cachorro! – ela concluiu antes que eu pudesse terminar minha interpretação dos fatos.
-Não é isso. Eu disse que ele tem uma desculpa, não uma justificativa. – ela pareceu prestar atenção no que eu falava – J. gostava dela, ainda gosta, acho. Mas ela não supria o que ele precisava, e aí ele traiu, não por ter uma má indole, mas porque precisava. Mas como já disse, traição não tem justificativa, eu entendo porque ele traiu, mas não aceito entende?

E pronto. Ela aceitou calada, me observando, e provavelmente refletindo se eu era cachorro como J. e estava falando aquilo só pra poder conquistá-la, ou se eu realmente pensava aquilo.

Como disse, é tudo ponto de vista. Todo homem entende o motivo de J., a maioria considera ele ‘inocente’ (afinal quem não poderia passar por uma situação dessas?). Toda mulher repudia a atitude J., ele é cachorro safado e pronto! (pois, se ele gostava dela deveria tê-la esperado!).

Eu fico no meio do caminho, entendo o que J. fez, mas não o inocentaria, o condenaria apenas a uma pena mais branda, porque meu pensamento é esse: se você vai trair, é melhor acabar antes (nem que seja com uma ligação covarde).

Bruno Tôp


18 Responses to “Sexo, Amor e Traição”


  1. 1 J
    25 de agosto de 2009 às 3:22 PM

    só eu sei onde essa história deu! =x

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    diguénadaaaa! =x

  2. 2 rubensbrandao
    26 de agosto de 2009 às 1:21 AM

    huahuahuahua, muitoo bom 😀

  3. 3 fabio
    27 de agosto de 2009 às 12:31 AM

    realmente ele tem uma desculpa mas nao uma justifica. Afinal, trair nao é certo e acaba machucando ambos (na maioria dos casos)

  4. 4 Loli
    27 de agosto de 2009 às 3:12 AM

    ele deveria ter esperado mais…
    se ele o tivesse feito, talvez ela tivesse dado a ele o que queria
    traição sempre é traição!

  5. 5 João P.
    27 de agosto de 2009 às 3:16 AM

    totalmente aceitavel, dizer que voce nao acha isso normal é hipocrisia,
    o cara durar só com beijinho e abraço não rola não…

  6. 6 João P.
    27 de agosto de 2009 às 3:16 AM

    ahh eu gostei dessa música, vou baixar ^^

  7. 7 Alice
    27 de agosto de 2009 às 3:42 AM

    Agora até eu vou me pronunciar! Concordo com Loli, talvez se ele tivesse esperado um pouquinho mais ela teria literalmente dado pra ele. O apressado come cru, e nesse caso, não come. Hahaha, tô cruel hj! Traição não tem justificativa, não quer mais? Acaba e pronto.

  8. 8 dotenorio
    27 de agosto de 2009 às 12:21 PM

    Pootz, situação estranho.. mas sei eu esperaria.. ia dando um jeito batendo uma de vez em quando!!

    abraços!!

    http://tipoestranho.wordpress.com/

  9. 9 Renata
    27 de agosto de 2009 às 3:01 PM

    a coitadinha amou ele, e foi traida.
    se ele amassa mesmo nao teria traido…
    homem só é fiel a uma coisa, como voce mesmo deixou claro, a putaria!

  10. 10 Ceci
    27 de agosto de 2009 às 3:06 PM

    o que faltou foi um dialogo, ele errou antes mesmo de tentar acertar. a pobrezinha foi a maior vitima porque alem de ser traida pelo que voce disse ela gostava dele!
    e ele, bem… já ouviu falar no “a justiça tarda mais não falha”? pronto,
    ele teve o que mereceu, ficou sem ganhar o que tanto queria. por que aposto que todas as outras que ele traçou depois dela nao tinham o mesmo valor que ela teria.
    (:

  11. 11 L.
    27 de agosto de 2009 às 4:44 PM

    sou a L. adorei a forma que minha história foi contada! pareceu ter sido divertida 😀

  12. 12 Savio
    27 de agosto de 2009 às 10:57 PM

    cada um com seus problemas,
    ele podia ter ficado na mao mais um pouco né?
    acahou que nem ficou com o amor, nem com o sexo, só com a traição

  13. 13 Crock
    28 de agosto de 2009 às 4:00 PM

    que nada cara,
    como diz a musica “se quer um conselho meu, pense em tudo que sofreu, seja o cara mais escroto que esse mundo conheceu… entao seja FIEL A PUTARIA”
    é a unica que nao te traz problemas

  14. 14 Joana Mariz
    28 de agosto de 2009 às 4:03 PM

    foi se apressar, perdeu tudo. bem feito

  15. 15 moicosta
    29 de agosto de 2009 às 1:51 AM

    hahahahahaha… muito engraçado essa música viu, vou decorar ela e cantar para meus amigos kkkkkkkkkkkkkkk

  16. 16 Thaly
    29 de agosto de 2009 às 6:06 PM

    no fim ele recebeu o que merecia
    nesse caso, nada ;]]

  17. 17 Coraline
    2 de setembro de 2009 às 6:53 PM

    essa musica que voce colocou é ridicula
    oheehaoehaoheahoahoahoeaohahoeaho

  18. 24 de fevereiro de 2010 às 7:25 PM

    essa carta pode ser para coque uma pessoa sim cera e amorosa tem que ter esse amo lindo de dentro do coraçao


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: