21
ago
09

Ei de azul, me leva pra tu!

Era noite de estréia do meu vestido azul arrasa-quarteirão. Na entrada, fila cheia… de mulher! (era noite “ladies free”, e nós não sabíamos). Insistimos nessa boate pela certeza dos meus amigos de que a noite prometia.

Entramos e dei logo de cara com um tipo “arrumadinho-vim-do-trabalho-pra-cá”, já simpatizei, principalmente com a roupa de tiozinho dele (mentira! Gostei da cor da blusa dele que, por sinal, era exatamente a mesma do meu vestidinho estreante e da carinha dele de príncipe William). E era um tal de passa pelo bar, e volta pra pista, a criatura não se aquietava! O tempo passando, passando, passando… E nada do azulzinho chegar em mim, já tinha cansado todos os meus olhares convidativos (e secado todo o estoque de vodka do lugar).

Perguntei a opinião da minha amiga (que já tava mais pra lá do que pra cá), ela disse: “quer saber mesmo o que eu acho? Acho ele um pitel e não para de olhar pra ti! Deixa de ser besta e manda um: – Ei de azul, me leva pra tu!”. Rimos um bocado da idéia dela. Nada que depois das três da manhã não acabasse valendo. Amigo do meu primo de tempos, e eu nunca tinha visto! Fomos apresentados, eu não precisei falar, mas não é que ele me levou pra ele? Levou e não queria me largar.

Minha vizinha sempre diz que “se você ainda não achou o homem certo, não faz mal nenhum se divertir com os errados”, e ela tem razão. O problema é quando um desses errados se apaixona por você e resolve se tornar o homem certo. Mas, e se você não gostar dele? Aí, querido, não adianta; a peleja é longa e raramente traz bons resultados. E aí, normalmente o pelejante desiste, e pra querer ser o certo novamente, vai custar.

O cara não só gamou como resolveu que só poderíamos sair de lá, quando eu aceitasse namorar com ele. Enquanto eu tentava explicar a ele que não acreditava em amor à primeira vista, ele me afastava da porta dizendo que não podia perder um segundo comigo. Perguntei: “Se eu disser que namoro contigo tu me deixa em casa?”. Ele riu e fez que sim com a cabeça, e eu falei: “Então tá, namoramos até chegar na minha casa, quando eu passar o portão, acabou”. Ele disse que era injusto resmungou mais alguns segundos e topou.

De todos os caminhos que já fiz pra minha casa, ele conseguiu achar um mais demorado. Ele é um docinho, na hora de me deixar desceu do carro e disse: Se amanhã você mudar de idéia sobre a passagem pelo portão, eu vou arrumar um jeito de saber certo? Eu fiz que sim com a cabeça, ele me deu um beijinho, e desejou bons sonhos.

No outro dia acordei ressacada e sem saber de quem era o número que já tinha 7 ligações perdidas no meu celular (não era falta de neurônio, era sono mesmo… E mais respeito, eu tava de ressaca poxa!), só consegui identificar porque ele mandou uma mensagem também dizendo: “E aí? Mudou de idéia? Se quiser continuar sendo minha namorada a gente esquece a regrinha do portão. Bom dia! Beijão”.

Mas, resolvi que o que ficou pra trás do portão não voltava mais. Eu sei que muita gente gostaria de achar alguém legal perdido numa boate, e que ele é um fofo, e que eu desperdicei. Só sei que ele não era o cara certo! Não pra mim. E, já que é pra me divertir antes de achar o certo, prefiro que seja com os errados mesmo. Porque, às vezes, o homem certo acaba sendo o homem errado.


17 Responses to “Ei de azul, me leva pra tu!”


  1. 1 Micke
    22 de agosto de 2009 às 1:15 AM

    VALEU PELA VISITA…
    VOU DAR UMA PASSEADA PELO BLOG…
    UM ABRAÇO E ATÉ MAIS.

  2. 22 de agosto de 2009 às 1:36 AM

    amiga, adorei o post… eh bem a tua cara acontecer isso msm… mas vamo simbora se divertir com os errados… kkk!!

  3. 22 de agosto de 2009 às 1:40 AM

    Amei o post. O cara certo tem que ser um pouco errado. Ninguém suporta viver num ambiente muito certo e seguro. Sufoca! (: Parabéns pelo blog. Beijão!

  4. 4 biaosmondi
    22 de agosto de 2009 às 2:26 AM

    Obrigada pela sua visita no meu Blog.
    Boa sorte com o seu! 😉

  5. 5 minhamaequemedisse
    22 de agosto de 2009 às 3:01 AM

    adoreiiiiiiiiii o post!!!!!!!!!!!

    e super concordo com vc!

    beijos

  6. 6 Leo
    22 de agosto de 2009 às 3:48 AM

    É bem assim mesmo! Vocês, mulheres querem o errado sempre, haeuehauehaue =P
    Parabéns, seu blog é ótimo! Não me canso de ler, você escreve muito bem menina!
    Beijos Leo.

  7. 22 de agosto de 2009 às 4:25 AM

    Morrerei sem entender as mulheres

  8. 8 Agnes
    22 de agosto de 2009 às 12:02 PM

    Oi…brigada por visitar nosso blog…variandoa3. Já dei uma olhada geral no teu e vou colocar nos favoritos. boa sorte e como tu mesma disse melhor se divertir com os errados….

  9. 22 de agosto de 2009 às 4:18 PM

    Otimo!!! Mas o mais otimo é esse nome incrível que você deu para esse blog!!!
    Arrasou!

  10. 22 de agosto de 2009 às 10:13 PM

    MMQTE – Muito melhor que a tua ex;

    Passei por uma coisa bem parecida há umas três semanas.

    Nos conhecemos depois de uma cantada bem tosca, minha. Saímos a primeira vez, a segunda, e comecei a me interessar pela menina.

    O problema é que ela pensou algo bem semelhante ao que você mostrou agora. Resultado: nem descer para o Mesanino do prédio dela, pra simplesmente conversar bobagem, ela quer.

    Nas minhas andanças pela internet, acabei achando um texto de Veríssimo que demonstra bem o que vocês acabam sentindo nessas horas.

    Note-se que Fernando Veríssimo usa a expressão “dar”. De maneira nenhuma quero aduzir que isto de fato aconteceu no seu caso. Substitua dar por ficar, prefiro assim. O que importa é a mensagem final, coisa que vocês, hoje em dia, deixaram um pouco para lá.

    Aqui vai um conselho., após uma breve análise. Depois dessa explosão feminista, direitos iguais e etc, vocês se comportam igual aos homens, as vezes copiando muito de nossa personalidade. Por conta dessa igualdade absoluta vocês acabaram por perder aquilo que vos faz mulher – aquela vulnerabilidade forte, a segurança e entrega, aquilo que nós nunca conseguimos fazer faclimente. Não copia essa nossa característica, de separar cabeça e coração. A gente só deve copiar o que presta.

    Vai o link para meu blog, com o texto de veríssimo: http://tucatucz.wordpress.com/2009/08/19/dar-e-dar/

  11. 11 Pedro Ewbank
    23 de agosto de 2009 às 3:25 AM

    Adorei teu blog… e a tua visita ao meu. 🙂
    Parabéns pelos textos, você escreve muito bem!
    Abraços.

  12. 24 de agosto de 2009 às 3:09 PM

    Oie,
    É a primeira vez que entro aki e já adorei o nome e os textos!!
    Muitttoo legal!
    to add no meu blog jááá!!!
    Bjao

  13. 13 Mrs.
    26 de agosto de 2009 às 11:38 PM

    Ai, ja tive uns assim tambem… perfeitinhos e grudentinhos!
    Beijos

  14. 14 Ceci
    27 de agosto de 2009 às 3:08 PM

    é o autentico homem sem sal, a gente nao quer um bichinho de estimação que viva nos babando, mulher é assim mesmo só gosta de cachorro, porque ai sim a gente tem trabalho de adestrar!

  15. 15 L.
    27 de agosto de 2009 às 4:46 PM

    aconteceu comigo! kkkkkkkkkkkkk :*

  16. 16 Savio
    27 de agosto de 2009 às 10:58 PM

    ahh se eu ouvisse isso pra mim! eu casava na hora

  17. 17 nandabarros
    28 de agosto de 2009 às 12:26 AM

    O próximo vestido que comprar vai ser azul…rsss
    ótimo texto.

    Nanda < ivencionice.wordpress.com


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: